Germes

Introdução

Encontramos germes em nossa vida cotidiana, todos os dias, sem que percebamos. Só quando ficamos doentes sentimos os efeitos dos vários patógenos. Além de bactérias e vírus, os germes incluem fungos, parasitas e algas.

A maioria dos tipos de germes pode ser dividida em subgrupos. Freqüentemente, um grupo de germe faz parte da flora natural de nossa pele e membranas mucosas (por exemplo, no nariz, boca ou intestinos), enquanto outro grupo tem propriedades patogênicas. Os microrganismos que vivem dentro e fora do corpo humano, mas não o prejudicam, são chamados de comensais. Em contraste com os comensais, os parasitas sempre prejudicam o corpo, portanto são germes patogênicos.

Germes na boca

Em circunstâncias normais, a membrana mucosa do boca é colonizado por muitos germes diferentes. O mais comum bactérias são encontrados lá. Entre estes, estreptococos e estafilococos se destacam em quantidade.

Os cocos são formações arredondadas que formam pilhas, cadeias ou pares e, portanto, são fáceis de identificar ao microscópio. Estafilococos são germes de pele normais, mas também podem estar envolvidos em infecções de feridas, dependendo do subgrupo do germe predominante. Estreptococos também podem ser subdivididos em várias subespécies e, então, são responsáveis ​​por doenças infecciosas, como escarlate febre e angina (Streptococcus pyogenes) ou pneumoniae (Streptococcus pneumoniae, anteriormente conhecido como “pneumococcus”).

Os actinomicetos, germes em forma de bastonete, que podem viver sem oxigênio atmosférico, também ocorrem no boca e pode contribuir para o desenvolvimento de cárie. Germes que causam cárie são chamados de cariogênicos. Cárie é causado por estreptococos ou actinomicetos, em que estreptococos na forma do patógeno Streptococcus mutans são mais comuns.

Além disso, a boca é uma porta de entrada para vários germes. Os germes entram no trato digestivo através de alimentos contaminados e pequenas gotículas no ar podem penetrar no trato respiratório. Mesmo no coração, uma inflamação da pele interna do coração (endocardite) pode ser causado por patógenos orais (na boca).

Sem tratamento, tal endocardite leva à morte. Os germes na boca, conseqüentemente, causam doenças em todo o corpo. Dental e Higiene oral e os check-ups regulares no dentista não devem ser negligenciados.